Histórico de edições

(40)
há 4 anos
Um conhecido meu, quando descobriu, depois de quarenta anos que o filho que ele pensava ser dele não era, infartou e morreu, na hora em que recebeu a informação
há 4 anos
Um conhecido meu, quando descobriu, depois de quarenta anos que o filho que ele pensava ser dele não era, infartou e morreu, na hora em que recebeu a informação
há 4 anos
É até estranho que existam crimes prescreviveis...
há 4 anos
Já passou da hora, mas ainda carecemos de outro avanço, parar de ilustrar matérias, reportagens e publicidade explorando o corpo feminino, bola fora essa imagem aí
há 4 anos
Já passou da hora, mas ainda carecemos de outro avanço, parar de ilustrar matérias, reportagens e publicidade explorando o corpo feminino, bola fora essa imagem aí
há 4 anos
Garanto que agora, espertinhos interesseiros, sejam homens ou mulheres, vão pensar muito antes de se relacionar por interesse e tentar tirar vantagem do outro. Tem mais é que devolver, bandido ele.
há 4 anos
Está certíssimo! No entanto, cabe aos homens que se sentirem lesados procurar a justiça. Só não concordei com o "ignorância amorosa não deve ser motivo de reparação judicial", penso que quem age de
há 4 anos
Talvez você não saiba pelo fato de não ter havido (quem sabe) algum homem que tenha requerido tal ressarcimento. Outra hipótese, que a maioria dos homens que "financiam" suas amantes não queiram
há 4 anos
Tudo que é por definição "abuso" de confiança, relacionamento, intenção... fica a cargo de julgamento/justiça. Em um primeiro instante tendemos a achar uma insanidade ou um absurdo o fato ocorrido.
há 5 anos
Me preocupa profundamente esta lei, pois estou vivendo exatamente esta situação. Meu pai estava com câncer terminal, sempre foi meu porto seguro, me ajudando na criação do meu filho (sou sua única
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros perfis como Débora

Carregando

Débora Rodrigues

Entrar em contato